O que é o que

Todos já ouvimos falar de PSIQUIATRA, PSICÓLOGO e PSICANALISTA. Há quem confunda esses conceitos, achando que são sinônimos. Mas, existem diferenças e é importante conhecê-las para saber que tipo de profissional consultar.

O PSIQUIATRA é um médico, que trata pessoas acometidas de doenças mentais que requeiram a prescrição de medicamentos. Por exemplo, pessoas esquizofrênicas ou maníaco depressivas. Está apto a emitir laudos psiquiátricos.

O PSICÓLOGO é um profissional que trata pessoas que têm problemas emocionais e precisam conversar a respeito, no contexto da realidade presente que vivem. Está apto a emitir laudos psicológicos.

Já o PSICANALISTA é um profissional treinado para aplicar terapia psicanalítica. Não está autorizado a emitir laudos oficiais porque a Psicanálise, em si mesma, não é objeto de curso universitário.

E o que é PSICANÁLISE?
É uma metodologia de análise e modificação do comportamento humano, baseada na teoria de Sigmund Freud.

Aspectos essenciais da Psicanálise
O comportamento humano é determinado por energia psíquica irracional, principalmente inconsciente.

Podem ocorrer choques entre as percepções que o ser humano tem da realidade consciente e essa energia inconsciente, causando distúrbios psíquicos, como, por exemplo, neuroses, medos, compulsões, obsessões, ansiedade, depressão, anomalias sexuais e problemas de relacionamento ou de personalidade. A terapia psicanalítica visa a trazer o conhecimento inconsciente para o plano da
consciência. Nesse processo, o ser humano tende a criar barreiras ao acesso de seu conteúdo psíquico inconsciente, que precisam ser superadas na terapia.

O que é a relação terapêutica?
É a relação que se desenvolve entre o cliente psicanalítico e o analista. Tem como precondição a neutralidade do analista, o que significa respeitar a individualidade do cliente, sem julgá-lo com base em algum conjunto preexistente de valores ou de referência de conduta. Já o cliente precisa ser totalmente “aberto”, desinibido e honesto, expondo suas ideias com absoluta sinceridade. A relação terapêutica é estritamente pessoal e confidencial.

O que acontece na terapia psicanalítica?
Na Psicanálise freudiana clássica, o cliente psicanalítico livremente expressa seus pensamentos, fantasias, sonhos e ideias. O psicanalista então busca identificar problemas/conflitos inconscientes vividos pelo cliente, interpreta-os e procura tornar as causas conscientes para o cliente. Com essa conscientização, ocorre a “cura” no processo psicanalítico. O cliente se “autodescobre”, tornando o inconsciente consciente e eliminando ou atenuando os problemas.